Inspeção Obrigatória para Motos a partir de 2024

A partir de 1º de janeiro de 2024, motocicletas com cilindrada superior a 125 cm³ estarão sujeitas a uma inspeção periódica obrigatória.

Após muitos atrasos e diversas críticas por parte dos centros de inspeção, que investiram cerca de 30 milhões de euros para se adequarem a essas mudanças, essa medida finalmente será implementada. As alterações foram divulgadas no Diário da República, transpondo as diretivas da União Europeia de 2014, e seguem uma medida que já havia sido aprovada pelo Governo de Passos Coelho por meio de decreto-lei, cerca de 10 anos atrás.

Quais categorias de veículos vão ser obrigadas a fazer inspeção?

O processo funcionará da seguinte forma: motocicletas, triciclos e quadriciclos (incluindo motos-quatro e outras pequenas viaturas de quatro rodas) com mais de 125 cm³ terão que passar pela primeira inspeção “cinco anos após a data da primeira matrícula”. A partir desse momento, a inspeção obrigatória será realizada a cada dois anos, afetando somente veículos com motor de combustão. Os veículos elétricos estão excluídos de todas essas avaliações.

Cerca de 450 mil veículos serão abrangidos por essa medida, e os centros de inspeções já se encontram preparados para lidar com essas novas inspeções. Gabriel Almeida e Silva, secretário-geral da Associação Nacional de Centros de Inspeção Automóvel, expressou sua aprovação em relação a essa medida e assegurou que os centros estão equipados com instalações e equipamentos adequados para atender a essas novas exigências.

Entretanto, é importante ainda aguardar a definição da classificação de deficiências que serão consideradas durante a inspeção, bem como alguns aspectos relacionados à formação dos inspetores. Atualmente, existem quatro tipos de licenças que habilitam os inspetores a inspecionar determinadas categorias de veículos, mas nenhuma delas abrange os motociclos.

Porque é que a inspeção passou a ser obrigatória em 2024?

A expectativa com a implementação da inspeção obrigatória para motos é tornar os veículos mais seguros e reduzir a probabilidade de acidentes. Ao realizar um controle prévio das condições dos veículos, as eventuais deficiências serão identificadas antecipadamente.

Essa medida é parte de uma diretiva europeia e visa garantir a segurança e o bom funcionamento dos veículos com cilindrada superior a 125 cm³. O objetivo é aumentar a prevenção de acidentes nas estradas e garantir que esses veículos atendam aos requisitos de segurança estabelecidos pelas autoridades. A nova regulamentação deve trazer benefícios para os condutores e para o trânsito em geral, ao assegurar a qualidade e a segurança dos veículos em circulação.

Fonte: Razão automovel


👇 Veja mais artigos | Qual Mota 👇

Foto real de scooter Voge SR1 ADV

Nova Scooter todo o terreno Voge SR1 ADV é destaque no Mundo 125c

Recentemente falavamos das principais razões do crescimento da Voge no mercado português e a mesma marca decide continuar a derreter … Ler mais
LER MAIS

Deixe um comentário